26 de ago de 2013

Resenha - Beijada por um anjo 6

Beijada por um anjo #6 - Eternamente

Elizabeth Chandler

Essa resenha pode conter spoilers dos outros 5 livros da série.
Editora: Novo Conceito
Ano de Publicação: 2013
Tradutor: Shirley Gomes
ISBN: 9788581632551
N° de páginas: 235
Comprar: Siciliano/Saraiva
Nota: ♥♥♥♥♥ (2,5/5)
Sinopse:
Os apaixonados, Tristan, o anjo, e Ivy, a mortal, finalmente conseguem se tocar. Isto só pode acontecer porque Tristan ocupou um corpo, o corpo de Luke. Mas Luke era procurado pela polícia — que não sabe que ele está morto e continua a persegui-lo. Portanto, Tristan torna-se, sem querer, um alvo da polícia. Da polícia e do verdadeiro criminoso, a quem não interessa ver Luke vivo. É preciso dar fim a esta perseguição. O casal precisa esclarecer rapidamente toda a confusão em que Luke se meteu.
Mas, ao conviver com pessoas perigosas e chantagistas — e insistir em fazer o que for para ficar perto de Ivy —, o anjo aproxima-se das coisas ruins que podem levá-lo a fraquejar e perecer, especialmente agora, que ele é um anjo caído.
Por causa de Ivy, Tristan vem se aproximando cada vez mais das forças mundanas e das trevas — e de Gregory também. Por outro lado, Gregory vem aumentando seu poder, especialmente depois que possuiu o corpo de Beth. E esse desequilíbrio de forças pode acabar em uma triunfante vitória do mal.
A não ser que Ivy tome a frente dessa batalha...
Não que o final da primeira parte da série - livro três para ser mais exata - tenha sido extremamente satisfatório, mas só eu tive a impressão de que esses outros 3 livros foram publicados desnecessariamente?

Beijada por um anjo sempre foi uma série que provocou nos leitores sentimentos de amor e ódio, bem no estilo "ou você ama, ou odeia, não existe meio termo aqui". Enquanto muitos se irritavam com os personagens e a narrativa, eu sempre fui do time que gostava. Como esses foram os meus primeiros livros sobre anjos, eu não tinha um parâmetro.

Mais para uma finalização do desenrolar de todos os fatos anteriores, Eternamente apresenta a conclusão da história de Ivy e Tristan/Luke. De todos os livros da série, o 5° foi o que eu mais gostei. É o mais emocionante, mas desse para o 6° e último houve uma queda de qualidade. Eu esperava uma finalização épica e eletrizante, mas aconteceu exatamente o oposto.

Até que o quarto e quinto livros não tinham sido lá aquele desastre, mas a coisa desandou em Eternamente. Buscando uma finalização chocante e "OMG!", a autora acabou estragando o final. Sabe aquela sensação de nadou, nadou e morreu na praia? Exatamente! Quando cheguei a última página me senti extremamente frustrada, como se a série toda não tivesse evoluído, acabando por ficar estagnada na mesma repetição sem fim.

As pontas que foram deixadas soltas, que vieram dos livros anteriores, foram amarradas. Os personagens tiveram um final bom -  não ótimo, apenas bom. Se hoje eu fosse reler a série inteira, tenho certeza que seria mais critica, e que a nota geral cairia de 4 para uns 2,5 no máximo.

Porém, por incrível que pareça, a leitura fluiu muito bem, assim como aconteceu nos outros livros. Em menos de dois dias eu já havia finalizado a leitura. É incrível a maneira como a Elizabeth, mesmo tendo escrito um livro tão clichê, consiga narrar de forma fluída.

Não que eu odeie Beijada por um anjo com todas as minhas forças agora. A leitura foi válida e tudo o mais, mas nem de longe entrou para o hall de favoritos. Na época que eu li o primeiro livro, achei a maior descoberta da literatura fantástica, hoje não passa de uma série mediana.


20 de ago de 2013

Resultado - Promoção Bruxos e Bruxas


Hey!

Depois de um tempo afastada, de novo, mais uma vez por culpa da escola, - e por um trabalho super trabalhoso que pode não ser valorizado... *assunto para outra hora* - cá estou eu novamente, para contar que foi o ganhador da promoção de Bruxos e Bruxas.


Parabéns Jéssica! Já enviei um email para você. Se em até 3 dias não houver um retorno, haverá um novo sorteio.